Associado JCI
Joint Commission

Notícias

25/01/2019
Transparência é palavra-chave da nova Certificação de Validação de Indicadores e Dados Hospitalares oferecida pelo CBA

Dados equivocados podem levar a perigosos enganos na construção de indicadores na área da saúde. A preocupação com a correção levou o Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA) a desenvolver uma metodologia certificadora para dados e indicadores, de forma a garantir que sejam, de fato, confiáveis. De acordo com o coordenador de acreditação do CBA, José de Lima Valverde Filho, a validação é uma garantia de que os dados são bons e não induzirão a erros na construção de indicadores. “A validação procura identificar todas as etapas de coleta, como os instrumentos utilizados e a qualificação das pessoas envolvidas, por exemplo”, explica ele.

Os indicadores são avaliados quanto à relevância e fichas técnicas que devem conter metas, tipo de indicadores, fórmula e periodicidade de coleta, entre outras informações. “Quando não há alcance dos objetivos específicos, a organização de saúde deve elaborar e implantar planos de ação para atingir a meta do indicador. Trata-se de um processo contínuo”, afirma Valverde.

A nova Certificação de Validação de Indicadores e Dados Hospitalares foi criada a partir de uma solicitação do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC), que buscava a máxima transparência na divulgação de dados e informações. “Este é um de nossos valores, tendo a confiança como um meio e a credibilidade como um fim. Decidimos abrir nossos indicadores de eficiência assistencial assim como os métodos de construção desses indicadores para validação externa e, em seguida, divulgar amplamente essas informações a todas as partes interessadas”, conta Ícaro Boszczowski, coordenador médico do HAOC.

Valverde esclarece que, de acordo com a nova metodologia, o CBA irá verificar a acurácia dos dados. “Isso será feito após uma nova coleta de dados previamente colhidos pela instituição, respeitando as mesmas condições. Esses dados serão, então, comparados. Serão aceitos erros amostrais que não ultrapassem os 10%”, esclarece. Para ele, a grande vantagem de uma instituição obter tal certificação é a garantia de que utiliza dados e indicadores corretos.

Boszczowski destaca também a questão da conquista da credibilidade de uma instituição de saúde como um importante diferencial. “Instituições que publicarem um conjunto de dados capaz de traduzir sua capacidade de trabalho, seu compromisso com a qualidade e segurança e sua busca incessante pela atualização utilizando recursos de maneira racional estarão em vantagem competitiva em relação a outras que não conseguirem se comunicar com a sociedade com a mesma clareza”, afirma. Ele acrescenta ainda que os indicadores devidamente validados são importantes instrumentos de autoavaliação e úteis para balizar ações de melhoria intra-institucional. Boszczowski lembra ainda que nova certificação é uma importante ferramenta para o benchmarking, frente a instituições ou grupos de instituições, sociedades de especialidades dentro e fora do Brasil que publicam indicadores e são reconhecidas por seguirem as melhores práticas.

 

 Como são construídos os indicadores

Os indicadores hospitalares são obtidos a partir da coleta e análise de dados agregados para oferecer suporte aos cuidados aos pacientes e à gestão hospitalar. Estes dados fornecem um perfil do hospital ao longo do tempo e permitem a comparação do desempenho do hospital com outras organizações. Em particular, os dados agregados de gestão de riscos, gestão do sistema de infraestrutura, prevenção e controle de infecções e análise de utilização podem ajudar as equipes de uma instituição de saúde a compreender seu desempenho atual e a identificar oportunidades de melhoria. Exemplos de indicadores validados são as taxas de mortalidade hospitalar global e a cirúrgica; a de infecção pós-artroplastias de joelho e de quadril e de readmissão em até 30 dias após cirurgia bariátrica, entre outras.

Valverde ressalta que os indicadores possibilitam conhecer verdadeiramente um determinado desempenho para que se possa modificá-lo, se houver necessidade. “De posse dos indicadores, podemos acompanhar o andamento dos cuidados aos pacientes, avaliar os processos, adotar os redirecionamentos necessários e verificar os resultados e os impactos obtidos. Com isso, aumentam as chances de serem tomadas decisões corretas e de se potencializar o uso dos recursos”, diz. Ainda de acordo com ele, os indicadores favorecem a participação e o empoderamento das partes interessadas que, embasadas em informações, podem contribuir para as ações de melhoria. 
 

A metodologia para validação de dados e indicadores é especialmente, mas não exclusivamente, indicada em casos em que uma nova medida é implantada como, por exemplo, as medidas clínicas que servem para ajudar um hospital a avaliar e melhorar um processo ou resultado clínico importante. Outra situação é quando há uma alteração nas ferramentas de coleta de dados, no processo de extração ou ainda quando muda o responsável pela coleta de dados, assim como mudanças na fonte dos dados e alterações aparentemente inexplicáveis dos resultados de uma medida. A validação também é importante quando os dados serão publicamente divulgados, seja no website da instituição de saúde ou em algum outro meio de comunicação.


Certificação do HAOC

O HAOC conquistou a Certificação de Validação de Indicadores e Dados Hospitalares em janeiro deste ano, mas o esforço começou muito antes. “O trabalho interno foi e tem sido bastante árduo. Estávamos atuando nesse projeto pelo menos cinco meses antes, desde a sua concepção, com uma equipe que conta com médicos, enfermeiros, epidemiologistas, pessoal das áreas de tecnologia da informação e inteligência hospitalar”, conta Boszczowski.  A expectativa, de acordo com ele é que a ampla divulgação dos indicadores validados seja de grande utilidade para pacientes, médicos e outros profissionais e parceiros que atuam junto ao HAOC. “Qualidade e segurança resultam de planejamento, execução e monitoramento contínuos dos processos assistenciais e de apoio técnico. Os indicadores certificados atestam a nossa capacidade de entregar o melhor desfecho para o paciente utilizando recursos de maneira racional, de forma que o hospital seja sustentável e a perpetuidade da instituição esteja garantida”, frisa ele.

A nova certificação do CBA tem validade de dois anos e já está disponível. As instituições de saúde interessadas devem preencher um formulário específico e estar em total conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis pelas legislações brasileiras.

 

<< Voltar